4 Quadros para Luís de Freitas Branco

01-05-2013

1914 | 2014 . Quatro quadros para Luís de Freitas Branco.

I

Va te purifié dans l'ar limpide.

César Franck | Charles Brizeux - Procission

Freitas Branco | C. Baudelaire - Au-dessus des étangs

Gustav Mahler | "Des Knaben Wunderhorn" - Rheinlegendchen

II

... mes mains sont las de prier ...

Freitas Branco | M. Maeterlinck - Désirs D'hiver

Richard Wagner - Im Treibhaus

Freitas Branco | M. Maeterlinck - Heures Ternes

Claude Debussy | Proses Lyriques - De Fleurs

Freitas Branco | M. Maeterlinck - FEUILLAGE DE CŒUR

III

Monde tu nos interrogue trala la la la ...

Gustav Mahler | Des Knaben Wunderhorn - Das irdische Leben

Freitas Branco | C. Baudelaire - La mort des pauvres

Gustav Mahler | Des Knaben Wunderhorn - Revelge

M. Ravel | Deux mélodies hébraiques - L'enigme eternel

IV

Ich fühle Luft von anderen Planeten ...

Freitas Branco | S. Mallarmé - Yeux lacs ...

A. Schoenberg | Stefan George - Entrueckung, 1907

Gustav Mahler | Rückert-Lieder - Ich bin der Welt abhanden gekommen

"Na Primavera de 1914 fora à Touraine, com uma amiga de Paris, visitar o túmulo de Leonardo da Vinci ... Ficámos em Tours, cidade tranquila e amena, onde já estivera antes para visitar a casa de Balzac, e, à noite, decidimos ir ao cinema, pequena casa de espectáculos que se erguia nas ruas mais afastadas do centro da cidade. Era uma simples sala adaptada a cinema e estava cheia de gente modesta daquilo a que verdadeiramente se podia chamar o povo - operários, soldados, vendedores, etc ... iniciou-se a representação com o filme "Actualidades mundiais". A primeira parte, que mostrava uma corrida de barcos na Inglaterra, despertou pouca atenção, pois a assistência conversava e ria; a segunda apresentava uma parada militar em França, e recebeu quase idêntico acolhimento. Depois surgiu no pano o título da terceira novidade: - "O Imperador da Alemanha visita o Imperador da Áustria". ... A vista do imperador da Alemanha fizera desencadear na obscuridade da sala uma tremenda e espontânea descarga de assobios e pateada. Dir-se-ia que toda a assistência havia sido subitamente ofendida, pois toda ela - homens, mulheres e crianças - participava na manifestação tumultuosa. Aqueles bons e simpáticos habitantes de Tours, que da política e do mundo conheciam apenas o que liam nos jornais, tinham enlouquecido subitamente. E a verdade é que fiquei profundamente pasmado com aquela explosão de indignação popular, pois ela advertia-me de que o veneno da propaganda fratricida já havia penetrado, bem fundo, nos corações, de tal modo que os pacíficos civis e soldados que viviam numa pequena cidade se levantavam, em uníssono contra a Alemanha, contra o seu imperador, simplesmente porque a imagem deste tinha aparecido num filme. ___A explosão durara apenas um momento, porque, pouco depois, a mesma multidão ria, alegremente, em presença das peripécias de uma qualquer fita cómica. Mas, contudo fora um momento revelador, pois provara-me como seria fácil excitar os ânimos dos povos num momento dado, apesar de todos os nossos desejos de fraternidade, apesar de todas as nossas tentativas e esforços para realizar a concórdia e manter a paz ... Se tivesse presenciado um incidente daquela natureza em Paris, teria ficado admirado, é certo, mas não aterrado, pois agora sabia que o ódio já havia alastrado, já penetrara nas cidades da província e conquistara os corações ingénuos e simples dos seus modestos habitantes."  in, "O mundo de ontem", Stefan Zweig (escrito entre os anos de 1939 e 1941, últimos anos do seu exílio.)

"Luís de Freitas Branco foi uma das figuras dominantes do panorama musical português da primeira metade do séc XX, quer pela sua actividade multifacetada de compositor, pedagogo e musicógrafo, quer pelo papel que desempenhou na aproximação da música portuguesa à correntes europeias mais avançadas. Em 1910 partiu para Berlim, onde estudou com Engel Humperdinck e reencontrou Désiré Pâque. Completou a sua formação em Paris com Gabriel Grovlez e regressou a Portugal em 1915, tendo colaborado com Vianna da Motta na reforma do Conservatório de Lisboa, de que foi subdirector e, depois de 1919, professor de Harmonia e de Ciências Musicais.

As primeiras obras importantes de Freitas Branco datam do periodo anterior a Berlim, que evidencia influências dos processos de escrita de César Franck. A assimilação das influências do modernismo europeu traduziu-se - pela primeira vez na música portuguesa - em páginas que vão do impressionismo debussista a atmosferas que tendem para o atonalismo e que lhe valeram o estatuto de "introdutor do modernismo musical em Portugal"." Cristina Fernandes

Os 4 quadros que propomos neste recital visam a exposição não só das influências europeias que acabaram por revolucionar o panorama musical português, como também de 4 pinturas alusivas à atmosfera que envolvia as sensibilidades da altura: uma primeira, em jeito alado, representa o desejo de purificação, uma outra afunda-se na mais dolente melancolia, a terceira assente na superfície da negrura conta a agonia da fome e do sentimento de dispersão causado pela guerra, e por último, algo da mais elevada intimidade, retrata o desejo de subtração do mundo exterior para um outro tecido da imaginação. A mão que nos conduz de um quadro a outro será a de Gustav Mahler, por muitos considerado um visionário que com a sua elevada sensibilidade intuia o que se avizinhava naquele inicio do séc XX.

Depois do relato de um momento numa província francesa, e contemplando estes quadros pela mão dos mais importantes artistas do início do século XX, acabamos por colocarmo-nos uma questão, em que diferem os quadros que pintamos hoje?

Ana Maria Pinto